quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Jacquie Lee fala sobre seu EP, o momento mais legal com um fã, como gerencia seu tempo e mais - Matéria do PopCrush

No dia 21 de outubro, quando o primeiro EP de Jacquie Lee, "Broken Ones", foi disponibilizado para download (saiba aqui como baixá-lo), o site PopCrush publicou uma entrevista com nossa mini-diva. Ela fala sobre este lançamento, composição e fãs, entre outras coisas. Leia a tradução completa a seguir.

Jacquie Lee fala sobre seu EP ("Broken Ones"), o momento mais legal com um fã e mais


Hoje (21 de outubro) é um grande dia para Jacquie Lee, do The Voice – seu tão aguardado EP, ‘Broken Ones’ foi finalmente lançado!

Nós recentemente encontramos com a cantora de 17 anos e vocais poderosos. Ela, animada, nos contou tudo sobre seu EP, o que ela gostaria que os ouvintes tirassem dele, seu momento mais legal com um fã – e como ela gerencia ser ao mesmo tempo uma estudante normal (ela acabou de prestar os SATs) e uma estrela pop que trabalha arduamente para a ascensão. Confira nossa entrevista abaixo!

Se você pudesse descrever seu EP em três palavras, quais seriam?
Eu diria que é natural, emocionante e real.

Qual música do EP é mais pessoal para você?
Eu diria que seria ‘Drowning’ porque eu escrevi muito dessa música. Essa e ‘Girls Just Want to Have Fun’ porque eu pude refazê-la e a mudar de uma maneira legal e nova.

Falando de ‘Girls Just Want to Have Fun,’ você colocou algo único nela. O que fez você ir nessa direção?
Eu sabia que o EP teria que ter uma música cover. Eu sempre quis pegar uma música que todo mundo conhecesse e mudar totalmente sua perspectiva sobre ela. Assim, eu descobri: qual música é melhor para fazer isso do que uma antiga música pop dos anos 80? E então eu brinquei um pouco com isso e percebi que a letra poderia ser um pouco depressiva (risos), então é por isso que a escolhi.

Você pode nos dizer um pouco sobre o processo de escrever músicas?
É muito aleatório! Para qualquer parte do dia em que me sinta inspirada, eu sempre tenho um bloquinho ou um diário por perto. Eu geralmente consigo o melhor material escrito a noite, porque todo mundo sempre pensa a noite (risos). Normalmente, começo pensando sobre o que eu realmente quero dizer e apenas acompanho a música muitas das vezes - sou culpada por isso - você senta e fica tipo: 'Eu tenho que escrever um hit. Eu tenho que escrever uma música hit.' Mas não é mesmo sobre isso - e eu esqueci que não era sobre um pouco... Música é minha terapia, então, o que quer que esteja no meu peito - a música é a minha maneira de liberar.

Você tem uma letra favorita que tenha escrito?
Eu diria que seria ‘Who could save me from myself / When I see you there’s no one else...' Tem significado para mim porque, 99.9% do tempo, eu sou meu pior inimigo. Assim, eu sempre tento encontrar alguém pra me salvar de mim mesma, então é de onde essa linha veio.

Da última que falamos com você, você mencionou que estaria interessada em trabalhar com Ed Sheeran. Alguma novidade sobre isso?
(Risos) Ainda não, ainda não – mas você nunca sabe! Ele faz parte da Atlantic Records (mesma gravadora dela), então você nunca sabe.

Isso seria uma parceria íncrivel. Nós adoraríamos ver isso.
Eu tenho que concordar!

Qual foi seu momento mais legal com um fã?
Ok, isso aconteceu, na verdade, recentemente. Estava jantando, e um cara com sua filha vieram até mim – eu estava com meus amigos – e ele disse que o show beneficiente que fiz para Union Beach os ajudou a encontrar um novo lugar para ficar, e isso realmente mudou sua vida. Foi realmente legal saber que eu fiz muita diferença.

Você recentemente tuitou sobre os SATs. Como você administra ser uma estudante e uma artista?
Vou deixar você descobrir (risos)! Administrar o tempo é muito importante. Então, eu tenho descoberto como é possível balancear tudo, desde que você entre em uma certa rotina.É realmente difícil entrar em uma rotina quando a indústria musical é realmente aleatória e nunca existe um horário. Mas, felizmente para mim, ‘Correr e esperar’ vem a calhar, porque, quando eu estou esperando, estou fazendo dever escolar. Fazendo isso, eu acredito, é como consigo administrar tudo, toda hora.

Você tem 17 anos, mas tem muito mais maturidade na sua voz. Você já sentiu estar em uma guerra com si mesma, como uma garota de 17 anos de idade enquanto é também uma artista na indústria musical?
Sim. Todo o tempo. Eu tenho meus amigos, mas tenho também minhas pessoas na música que estão por perto todo dia e são muito mais velhos do que eu, então estou sempre cercada por adultos. É fácil de esquecer que você é somente uma criança. Mas eu sempre me imagino mais madura, então é um mundo estranho o que estou vivendo agora mesmo.

Os fãs podem esperar um álbum completo no futuro?
Sim. Você pode esperar um álbum completo no futuro, em algum momento do ano que vem.

Você começou a trabalhar em algum material para ele?
Sim, estou escrevendo loucamente… Eu posso te dizer que, até agora, a música que estou pensando para o próximo álbum, nada em definitivo, mas seria somente eu e o piano. Não estou tentando escrever um sucesso, somente colocando tudo que sinto para fora. Esperançosamente… As pessoas irão se conectar mais com isso.


O que você gostaria que os fãs tirassem do seu EP?
Eu espero que meus fãs possam encontrar algo no EP que fale com eles. Porque eu sempre me volto para a música quando tenho um milhão de coisas para dizer, mas não consigo colocar uma palavra para fora. Geralmente eu somente ligo a música e ela fala comigo. Então eu gostaria… de fazer a mesma coisa para os meus ouvintes. Quero que eles tenham um grande choro ou uma boa risada. Eu quero que a música façoa algo por eles.

Existe outra música de algum artista que você gostaria de ter escrito?
Sim. Existem muitas músicas que eu sempre me culpo por não ter escrito. Justamente ‘Happy’ do Pharrell – olha isso! É uma música tão feliz! ‘Breathe Me’ da Sia. Essa música fez muito por mim. Eu amo escutar Lana del Rey. ‘Give Me Love’ do Ed Sheeran, e muitas músicas dos Beatles – a letra delas são tão honestas e simples. ‘Someone Like You’ da Adele. E a lista pode continuar (risos)!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deus é tudo!