sábado, 18 de outubro de 2014

Confira a tradução e as fotos da matéria da Elle Magazine sobre Jacquie Lee

A Elle Magazine (importante publicação que trata de moda, beleza e celebridades) teve Jacquie Lee como destaque da edição de novembro. A revista falou sobre a paixão que nossa mini-diva tem pela música, a qual chamou a atenção de Lyor Cohen (grande empresário do ramo musical que está investindo nela) e de sua técnica no "The Voice", Christina Aguilera. Além disso, detalhes e influências presentes no EP, que será lançado no dia 21 de outubro, estão presentes na matéria. Veja a tradução completa e os scans da publicação abaixo.

O que fez Jacquie Lee ter tamanha força no The Voice? “Ela simplesmente atacava o microfone”, diz a mentora Christina Aguilera, “como uma pequena leoa! Ela é corajosa. Uma garota além de seu próprio coração.”


É uma regra particular na música pop que o talento de um artista não é necessariamente medido pela sua idade. Pegue, por exemplo, Lorde, de 17 anos, com sua voz rock meticulosamente trabalhada, ou Adele, que conquistou adolescentes mais velhos e adultos jovens com todos aquelas músicas de tocar o coração. Até mesmo Michael Jackson lançou sua carreira solo durante a tenra idade de 13 anos.

Prestes a entrar nesse campo prestigioso está Jacquie Lee, de 17 anos e nascida em Nova Jersey, a qual, se você não reconhece como a segunda colocada da quinta temporada do The Voice, você certamente irá conhecê-la pelo seu chocante talento natural, que entrega performances poderosas de música pop com blues e paixão que remete a Janis Joplin. “Eu fiquei muito impressionado com a voz dela,” diz Lyor Cohen, o ex-CEO da Warner Music Group e presidente da Island Def Jam, que foi mentor de Jay Z, fez Bruno Mars estourar, e gerencia Run-D.M.C. “Eu geralmente não assino com artistas da TV,” ele diz. Mas, depois de escutar a rendição empolgante de Jacquie na música “Cry Baby”, de Janis Joplin, Cohen fez justamente isso para sua nova gravadora, a 300 Entertainment, colocando-a como o primeiro sucesso da competição musical da NBC já produzido. “Sua bravura e interpretação da música me convenceram – sua verdade veio à tona. E isso é o que estou constantemente perseguindo. Ela possui uma paixão eterna por cantar.”

Essa paixão cativou de maneira similar outro titã do ramo musical: a mentora de Jacquie no The Voice, Christina Aguilera. “Ela é uma raridade. Canaliza algo mais profundo e sábio do que ela tem de experiência, e isso é algo que você não pode ensinar para alguém.”

Mas você pode ouvir isso no single atual de Jacquie, “Broken Ones”, e no resto de seu EP de estreia de cinco músicas (também chamado de Broken Ones), uma mistura chamativa de músicas R&B clássicas de término (“Exatamente como todo mundo,” ela diz, “Eu tenho tido relacionamentos na minha vida e, alguns deles, têm sido desafiadores”) e ritmos rápidos/ /misteriosos que ela classifica como “soulful pop”. Com influências que cruzam gerações – desde Sam Smith e Ed Sheeran até The Beatles e Led Zeppelin – o álbum de Jacquie ostenta um cativante brilho, sob o qual se encontra uma exploração do que é mais escuro, lado menos tradicional da música pop. “Eu não quero parecer melosa,” diz, “Mas a música é meu presente, então eu sinto que é natural para mim entender num nível mais profundo. Tornou-se minha saída – de onde eu retiro toda a minha raiva, tristeza, toda minha felicidade vem. Eu posso somente escrever sobre isso ou ir para o palco e colocar tudo para fora.” Quando ela faz isso, seria, assim Aguilera descreve, “uma grande voz vinda de um corpo pequeno” que necessita de nada além de “paixão genuína” e brilhante talento. “As pessoas querem acreditar que existe algo sobre música pop que pode ser natural e real,” Cohen diz. “E esse é o caminho de Jacquie. Ela não é fabricada. Ela é confiante. Ilumina um ambiente. Irá mover pessoas assim como ela me moveu.” 



                  

 FonteJacquie Lee News

Um comentário:

  1. Jacquie é 1 em 7 bilhões, é artigo único, é inacreditável a paixão que essa menina tem pela música, a forma que ela imposta os vocais indo dos graves aos agudos, gritando de raiva e se encolhendo de tristeza. Ela vai longe, ganhou uma voz maravilhosa extremamente poderosa, a que eu julgo a melhor dentre as de sua geração, e pra completar é linda, com um rosto extremamente delicado que esconde algo fantástico! Ainda vamos ver essa garota estourar nesse mundão.

    ResponderExcluir

Deus é tudo!